FR EN ES PT

A história de Chelmi, o pastor, corre o Mundo dos Doze. Motivo do burburinho: a foto da sua companheira Rance Gal, que capturou a imagem de uma criatura alada imponente e inquietante no céu. Vamos recapitular esses acontecimentos sobrenaturais...



São 7h52 quando Chelmi, um pastor Feca dos campos de Amakna, vai para a colina onde pastam seus Papatudos para conferir se eles estão ruminando em paz, como todas as manhãs.  Ele mora a algumas centenas de metros dali, então sempre aparece para lhes dizer palavras carinhosas e, às vezes, quando lhe dá na telha, canta para os que estão longe de casa.

Naquele momento, ele ainda não sabia que seria lançado no horror...

Na verdade, ao chegar ao pasto, Chelmi logo solta um grito que ecoa em todo o vale diante do espetáculo que vê. De joelhos, ele contempla a massa amorfa em que se transformou o seu rebanho: carcaças calcinadas ainda fumegantes... Ao ouvir o grito aterrorizado de Chelmi, Rance Gal corre até o topo da colina, onde encontra o marido em prantos, mordiscando tristemente uma costelinha. Tempos depois, ela recordará as únicas palavras que saíram da boca de seu esposo: "Buáááááá... Tá bem passado demais... "

Sem pensar duas vezes, Rance Gal corre para casa e agarra a sua câmera shushutada a fim de imortalizar as provas do delito. No caminho de volta, ela torna a ouvir uivos e aperta o passo para chegar a Chelmi.

Nesse instante, ainda não sabe que vai ver o impensável...

Com efeito, ao chegar ao pasto, Rance Gal, tomada de espanto, deixa cair a câmera: "Ai!!! Ei, ei, ei! Eu não sou uma máquina descartável! " A jovem Feca ergue os olhos ao céu para ver a massa escura imponente que o marido lhe aponta. Enquanto um calafrio a percorre, ela recobra sua presença de espírito e apanha sua câmera Quimérica: "Tudo certo? Não quebrou nada, Quimérica?
– Meu olho, tenho certeza de que ele tá quebrado! Vou logo avisando... eu... Ha!!! "

Rance Gal ignora as queixas do shushu e, felizmente, consegue por muito pouco fotografar a criatura antes de ela desaparecer atrás de uma nuvem, como se nunca houvesse existido.

Chelmi e sua mulher se entreolham sem conseguir acreditar no que acabavam de ver. Quando, de repente, o céu escurece: a criatura avança na direção deles! O casal só tem uma coisa a fazer... CORRER!!!