FR EN ES PT
Procurar nos fóruns 
Rastreadores Ankama

Pá, sacola e um Dhreller!

Por Cloud1707 28 Outubro 2014 - 10:21:17
Off: Olá. Bom, lembrando dos diários da época do Dofus, decidi criar um pra contar realmente as aventuras da minha Enutrof no nosso querido jogo. Uma pena que a única comunidade ativa de roleplay, ao meu ver, seja a guilda do Noa, vamos ver se isso dá algum movimento aqui no fórum. Bom, os capítulos serão bem curtos e não postarei todos os dias, mas as datas sempre serão referentes ao Almanax. Espero que curtam!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Querido di... Eu sei, eu sei. Deve ser uma idiotice escrever um diário. Ainda mais nessa minha idade... Mas eu não sou uma velha! Olha só... Sempre me perguntei o porquê de a maioria dos Enutrofs levarem essa imagem de velhinhos. Tem tanto dinheiro e nem cuidam da própria aparência? Claro que eu não sou assim. Sou uma linda e vaidosa Enutrof! Posso ser comparada a uma princesa, é claro.

Ah, a vida! Eu queria ter um amigo pra desabafar às vezes, mas na maioria do tempo é só luta e negócios. A vida fica complicada, você sabe. Ou não sabe, afinal de contas, você é um diário. E diários não pensam. Todos sabem isso! Menos os Iops, afinal, aquela raça é a burrice encarnada.

Hoje não foi um bom dia de caçadas. Passei um baita frio nas terras de Frigost... E nem me dei ao trabalho de colocar uma roupa apropriada, afinal de contas, ressaltar a minha beleza com meu traje real é muito mais importante. Aqueles Chafers acreditaram mesmo que podiam fazer algo contra mim?

O que mais me deixa curiosa nessas expedições diárias que faço para as terras geladas são os pequenos fragmentos de Solomonk que acho em alguns monstros, algumas vezes. Meu Dhreller “Rex” me trouxe um na boca. É um item estranho, certamente preciso recorrer a algum discípulo de Otomai para perguntar mais sobre um desses itens. A energia que essas pequenas pedrinhas emana é bem rica. É bom eu continuar em busca dessas pedrinhas conforme faço minha caça, todo item é valioso nas mãos de um Enutrof.

Depois, pude me juntar com alguns colegas de minha guild para uma caçada nas terras quentes de Saharash. Eu sei, isso não deve fazer bem pra pele, ficar indo de lá pra cá. Mas eu precisava pegar um bronzeado. Isso enaltece minha realeza.

Bom, mas meu diário, aqui te vai um segredo: Meu desejo se aproxima. Chegar às terras de meu Deus. Sim! Visitarei a terra dos Enutrofs em breve. Sinto que estou ficando forte o suficiente para pisar e enfrentar os desafios que aquele reinado me trás. Sinceramente, não sei o que espera depois, a vida de um Enutrof é como sua sacola: nunca se sabe o que pode se tirar (acontecer!).

Bramosia, 28 Octolliard


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arggggh! Eu acho que fiquei torrada por passar tanto tempo em Saharash. Bronzeado uma ova. Da próxima vez eu vou pra Bilbizia e tomo um bom Royal Cocktail. Tirando o fato que anda difícil achar um Chef decente nos dias de hoje, eu sou dessas que precisa desses itens caros.

Minha parada pelo deserto foi maior do que imaginei. Acabei passando mais um dia por lá, com uma presença especial: A governadora de Bonta. Ando passando um bom tempo com esse povo da alta-sociedade, você sabe como é, meu lindo diário – eu só ando com gente de valor. – Deve ser minha alma Enutrof! E ela é um doce de pessoa. Nós duas entramos em um calabouço cheio de Cactus e alguns escorpiões nojentos, e conseguimos termina-lo. Sozinhas! Bom... Pra ser sincera, tivemos a ajuda de três sidekicks muitíssimo amigáveis. Dois eram contratados especiais meus, afinal de contas, uma princesa como eu precisa de proteção por perto sempre. Um deles acompanhava especialmente nossa governadora.

Notei que também encontrei daqueles fragmentos enquanto realizada minha caçada, apesar de emanar uma aura diferente. Tenho quase certeza que esse tipo de item está pelo mundo todo, e algo me diz que ele deve ser a chave para grandes tesouros. A intuição de um Enutrof nunca está errada – não para tesouros!

Minha carteira anda tão vazia... Deixa-me na tristeza ver apenas esse um milhão de kamas; isso não dá pra nada hoje em dia. E eu não fico gastando com besteira não, diário, são as dificuldades da vida mesmo: Não vendi praticamente nenhum equipamento nos últimos dias, acabei tacando-os todo em uma trituradora para poder forjar algumas runas depois. Quero que tudo que eu use fique reluzente em poder e graça, assim como eu sou.

Rex parece meio enciumado ultimamente. Deve ser porque eu cuido de vários bichinhos... Mas piorou muito depois que eu comprei minha segunda montaria. É legal ter duas, você sabe, cada uma me serve para momentos diferentes. Acho que em breve vou dar um presente especial pro meu bichano, de todo modo, pelo bom trabalho em me trazer sacolas.

Mas até uma Enutrof mesmo trabalha, e falando com a governadora, acredito que continuemos a caçada por um tempo juntas. Aqui tudo é fácil, e as horas passam voando igual uma pequena Eniripsa... Haha! Além de linda e rica, eu também sou engraçada! Hahaha!

Bramosia, 29 Octolliard

2 0
Reações 4
Pontuação : 45

Adorei a ideia! O texto é bem organizado e sem erros ortográficos - não que eu tenha achado, sabe - e você sabe muito bem encarnar o personagem e simplesmente SER ele quando escreve, mesmo nas piadinhas. Gostei do jeito esnobe dessa Enutrofa, sempre pensei que os Enutrofs fossem assim mesmo - ou até do tipo falso, só pra ganhar algumas kamas em cima de alguém -, enfim, estou ansioso por novos capítulos!

0 0
Pontuação : 225
Zank-Zank|2014-10-31 17:30:40
Adorei a ideia! O texto é bem organizado e sem erros ortográficos - não que eu tenha achado, sabe - e você sabe muito bem encarnar o personagem e simplesmente SER ele quando escreve, mesmo nas piadinhas. Gostei do jeito esnobe dessa Enutrofa, sempre pensei que os Enutrofs fossem assim mesmo - ou até do tipo falso, só pra ganhar algumas kamas em cima de alguém -, enfim, estou ansioso por novos capítulos!
Off: Muito obrigado! Não tem coisa melhor, para qualquer coisa que você produza, do que um feedback positivo. Agradeço o tempo que se dispôs a ler. smile

Complicado escrever sendo fiel ao que eu faço no jogo. Sempre fico de um lado pro outro. Se ficar repetitivo, por favor me avise. Apesar de querer dar essa experiência do dia-a-dia, pode ficar chato. ;-;"

Vou tentar dar mais enfoque aos itens e a lore do jogo em geral, depois tento colocar mais sobre os NPC's e os Bosses. O problema maior é se faço uma dungeon, caso vá relatar, vai parecer que matei o monstro pra sempre, fica complicado.

Enfim, sem mais delongas.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Querido Didi, você nem vai acreditar. Nos últimos dias de aventura, as coisas só deram certo pra mim. Você bem sabe, como ando te contando, que ando pulando de um lado pro outro mais do que Ecaflip, não é mesmo? Então, voltei pra Frigost (mas dessa vez fui com um Icy Costume. Estava fazendo mal pra minha pele já...) pra juntar daquelas pedrinhas. Vi que elas tinham um grande valor comercial, depois de ter checado o mercado bontariano. E bom, o que der dinheiro, vou estar lá.

Mas você já sabe da minha personalidade, então voltemos pra história. Aqueles morto-vivos horrorosos não faziam nem cócegas em mim. O problema é que... Eram mortos-vivos. Você sabe quantas vezes tive que matá-los? Nem eu sei. Poxa vida! Eu matava e eles voltavam, e depois morriam, e depois viviam. Arrrgh! Isso é demais pra minha cabeça. Queimei todos aqueles ossos até que sumiram todos. Acredite, devo ter matado mais de mil esqueletos nessa viagem.

Fiquei tão sem paciência que entrei na Ala do Embaixador; e aquela hipócrita da Missiz Freezz tentou me derrotar. Ela tenta bancar a elegante, mas não passa de uma nojenta gelada. Eu tenho classe, claro. Sou refinada, bonita, rica. Rica!

Tão rica que agora te conto minha maior das aquisições, depois de centenas e centenas de ossos, consegui várias das pedrinhas... Noventa e oito... Noventa e nove... Cem... Sim. Contadinhas na minha sacola. E sacola de Enutrof cabe muita coisa. Mas foi assustador, quando coloquei a última das pedrinhas dentro da sacola.

Puff!

Uma luz pegou em tudo e se não fecho os olhos, capaz de me cegar. Elas todas se fundiram e viraram um... Solomonk! Sim, o lendário Solomonk das histórias, pertencente ao Pandawa dos laxantes (que agradeço nunca ter precisado usar). Espero que a parte que diz respeito a ele usar o Solomonk para suas necessidades não seja verdade, pois o chapéu é ma-ra-vi-lho-so.

E nem te digo que voltei ao deserto, pois bem deve imaginar. De lá pra cá, daqui pra lá. É a vida de qualquer trabalhador. Mesmo uma dama como eu trabalha. E bom... Ao primeiro Cactus que derrotei, sabe o que ele carregava consigo? Uma Cactlass. O que essas criaturas pensam pra ficar andando por ai com armas tão perigosas? Claro que peguei pra mim, deve valer uma boa grana. Eu até usei ela pra fazer uma saladinha de Cactus, enquanto estive por lá.

Agora repouso aqui, no deserto, juntando forças e acumulando riquezas. Rumo à meu sonho!

Bramosia, 2 Novamaire





1 0
Pontuação : 4669

*Encontra um diário no meio do deserto*

Bwahuaeuhaehuhuaehuaehuae - essa Enutrof é uma comédia. Falando nisso, preciso atualizar algumas histórias antes que algo aconteça comigo. E reescrever outras, visto que da última vez que fui reler uma delas parei pela metade de tanto desgosto com os erros nela. Eniripsa neto de uma Iopa mesmo...

Bom, vou deixar isso aqui antes que notem que foi lido. Ir só com os ajudantes e a Yume matar cactus mostra que ela é perigosa. Tudo bem que a Yume é forte e bem tranquila... mas antes remediar do que rodar. hehehe

* Deixa o diário aonde estava*

0 0
Pontuação : 225

OFF: Opa, fiz Srambad HC fácil. xD Tinha feito Wa Wabbit Castle também, mas deixa isso pra outra história. Quase chegando em 1k de dano na personagem. Só felicidades pra contar!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Quantas novidades, Di. Aconteceu tanta coisa nesses últimos dias. Estou tão cansada que nem sei se consigo te contar tudo. Primeiro, fui eleita tesoureira de Bonta. Ah, dinheiro. Tem poder sobre todas as transações do meu país. Uma Enutrof como eu, rica, poderosa, não teria posição melhor. Mas não durou muito, já que o mandato da Yume acabou... Quem sabe um outro dia. A sensação de poder já foi suficiente.

Dispensando as responsabilidades do meu ex-trabalho, voltei às caçadas. Depois de uma grande aventura, tive a oportunidade de conhecer os viajantes. Fui em uma terra bem diferente da que nós vivemos. Pandora me mostrou um mundo novo, até que... Cheguei na terra dos Srams.

Ah, aquelas cavernas, aqueles ladrões! Não tem como entrar no clima: até dei uma roubadinha. Não que eu seja uma ladra... Foi só por lá mesmo. Sou bem honesta nas minhas transações, talvez faça uma pequena inflação de 1000% sobre meus itens quando vou vender... Mas roubar, não.

E eu fui com tudo pra esse novo lugar: Entrei em um calabouço de lá mesmo, e uma voz veio na minha cabeça na entrada: "Você deseja experimentar esse desafio da maneira mais difícil?" Claro que aceitei. E não me ache velha por estar escutando vozes. Eu sou nova e linda! Não fui a única. É claro que não entrei lá sozinha. Me juntei com vários aventureiros que encontrei durante minhas aventuras.

Ah, e terminamos na facilidade. Quem diria, não? É só isso que essa terra tem pra me proporcionar? Mal posso aguardar para meus próximos desafios. Eu vi, lá a frente, o que me espera. Aquele grande banco. Eu não sou uma ladra, mas parece ter um grande tesouro lá dentro... Hehehehe!

Bramosia, 9 Novamaire.






0 0
Comentar neste tópico