FR EN ES PT
Procurar nos fóruns 
Rastreadores Ankama

[Conto] Mágoas de um passado distante - A prisão [Prólogo]

Por Linorin#7485 09 Agosto 2022 - 07:39:00
  • Prólogo
 
-- AGH, que dor!
-- Onde eu estou? está muito escuro para ver qualquer coisa.

Bom, essa é minha vida, novamente em um lugar desconhecido, sem nenhuma pista de como cheguei.

-- Se ficar pendurada de cabeça para baixo por muito tempo você vai ter problemas minha jovenzinha!

Perdida em meus pensamentos, escuto uma voz vindo da parte mais escura do lugar.

-- Q-quem está ai?

Disse olhando para o lugar de onde escutei a voz sair.

-- Hohoho, Não tenha medo minha jovem, sou apenas um velho enutrof que se perdeu na vida.

Enquanto dizia isso, a figura misteriosa saia do escuro para um lugar no qual meus olhos pudessem ver com mais facilidade.
E realmente era um senhor enutrof, um dos mais acabados.

-- O senhor poderia me dizer onde estamos?
-- Mas é claro minha jovem, Você está em uma prisão!
-- Claro senhor mas.. onde ficaria essa prisão?
-- Tão nova e já tem problemas de memoria? você está em Bonta é claro!

Ótimo, depois de tudo eu estou mais longe ainda do meu objetivo, Até onde eu me lembro eu já estava para chegar em Brakmar e agora estou do lado oposto do mundo . Praticamente de volta ao início de tudo, 

-- Você está bem jovenzinha?
-- Bleh! eu realmente pareço bem para você? estou pendurada de cabeça pra baixo a tanto tempo que já não sinto mais o sangue chegar nos meus pés.
-- Hohoho mas isso podemos resolver rapidamente!

No mesmo instante o velho rodou algo como se fosse uma manivela, me fazendo descer do alto.
Ao tocar o solo pude sentir novamente o sangue correr de volta pelo meu corpo inteiro.

Sentei no chão tentando organizar minha respiração antes de falar novamente.

-- O senhor não poderia ter feito isso antes? tipo, assim que me colocaram lá de preferencia?
-- Hohoho e me arriscar à toa? você poderia muito bem estar fora de controle, bem você sabe, o seu povo ''sram'' não costuma ser dos mais gentis, 

-- EU NÂO SOU UMA SRAM!

Gritei por instinto, alguma fúria despertou dentro de mim ao ouvir essa palavra.

Lembranças ruins começam a percorrer meus pensamentos.

Eu deito a minha cabeça sobre meu próprio colo e continuo paralisada por alguns segundos.

O senhor ainda chocado por eu ter gritado de repente, ficou alguns segundos sem saber o que dizer, quando finalmente juntou coragem e disse:

-- E--eu sinto muito senhorita, não foi minha intenção 

Ouvi a voz tremula dele e percebi que eu novamente quase perdi o controle, tudo por causa de uma palavra..

--Não precisa se desculpar você não sabia, sinto muito por ter gritado com você mesmo você tendo me ajudado,
Só peço por favor que não se refira mais a mim por esse nome, isso não me trás boas memorias.

O enutrof concordou mechendo a cabeça, permanecendo em silencio por alguns segundos antes de falar novamente.

-- E-e-ee  com-o eu deveria te chamar senhorita?

--Me chame de Lin , Blood Lin.
-- Não pretendo ficar muito tempo por aqui senhor.... qual é seu nome mesmo? e pare de tremer, eu já pedi desculpas você está sendo inconveniente já.

--Me desculpe fazia tempo que não gritavam comigo assim, fiquei um pouco assustado. Pode me chamar de Galibur, somente Galibur mesmo.

--Ok ''somente Galibur mesmo'' vou ficar aqui por um tempo antes de partir, gostaria de ouvir uma história? Não é um conto de fadas com um final feliz e nem um começo feliz também.

--Eu não tenho muito como recusar, me conte a historia senhorita Lin.

--Se prepara então pois essa história vai ser bem longa..
  • Fim do prólogo



​​​​​​​Oi Oi gentes, Me chamo Linore, ou Lino como preferir, jogo Wakfu desde 2014 porém parei em 2019, estou retornando agora de cabeça tentando me aprofundar o máximo que puder na história do jogo. Tentarei atualizar minha história pelo menos 2x na semana, espero que gostem! <3 um big beijo.
0 0
Comentar neste tópico