FR EN ES PT
Procurar nos fóruns 
Rastreadores Ankama

Escudos E Uma Vida

Por Alvinhow 23 Junho 2018 - 02:23:20
História por: Séfeijao
Desenhos por: Séfeijao (exceto alguns)

==========~~==========
Esta é a história da minha vida... bom, vamos lá!


Tudo começa entre a era Dofus e Krosmaga, quando, aos olhos do Deus Feca Matheus (Uzukak) a Deusa Feca não estava muito atraente ao seu olhar. 
  Então, em um local chamado "Ingloriom" onde os deuses viviam em plena paz, surgiu uma "empregada" Iop, cria do Deus Iop, cujo teve relações íntimas com o Deus Feca Matheus, assim, após 9 meses, nascendo, Yuo ou mais conhecido como o Semi-Deus Híbrido "Séfeijao" (Apelido dado por... mais a frente na história você verá!), que era considerado um "erro" pois não era o filho da Deusa Feca, e sim de um relacionamento errado, após a Deusa Feca descobrir deste fato, de ter um "filho" de outro relacionamento, ela quis abandonar Yuo no Mundo Dos 12 para ficar com um velho conhecido, Jellufo (mais conhecido como Mestre Dindin) um enutrof cheio de riquezas.
  Porém, o Deus Feca Matheus, assumiu o compromisso de cuidar de seu filho mais novo contanto que a Deusa Feca não machucasse o poderoso bebê híbrido, - ela concordou - e assim, começa a jornada de Yuo.

Capítulo 1 "Infância"

Meu pai, o Deus Feca Matheus, cuidava muito de mim. Ele procurava cuidar mais de mim do que de seus Fecas no Mundo Dos 12, assim, me educando e me tornando um bebê bem sociável e brincalhão, além do mais, eu sou um híbrido de Iop com Feca! Bom, me recordo de um dia que Otomai, meu irmão mais velho, fez meu quarto, era um quarto pequeno, com um berço alaranjado, uma estante vermelha com fofas almofadas de Miaws, Tofus e alguns brinquedos , uma mesa azul e uma cadeirinha azul, formando um conjuntinho para desenho, as paredes de meu quarto eram amarelo claro com núvens pintadas, era o local que eu mais ficava, eu adorava meu quartinho.

E era neste local que meu pai me criava, ele ficava praticamento 90% de seu tempo comigo, ele me ensinou a desenhar, escrever e falar, devo tudo isso a ele, lembro-me do dia que ele me abraçou e me deu um cafuné e eu me senti extremamente feliz, percebi que eu amava meu pai, mesmo não conhecendo minha mãe, tendo uma madrasta horrivel, ele e Otomai eram meus únicos amigos.

  

Esta é uma foto tirada pelo Otomai, quando eu era bem novo.
 Otomai, meu meio-irmão (pai de Ogrest) é um alquimista Feca muito poderoso, que ajudou meu pai em minha criação.




===~~===


Aguarde pelos próximos capítulos em breve, aqui no fórum do Wakfu!
 
0 0
Comentar neste tópico